Sex. Jul 29th, 2022
O potencial empresarial das mulheres empoderadas em Almería

Preparou uma conferência sobre o tema “Capacitar as jovens empresárias”.

A 11 de Fevereiro, por ocasião do Dia Internacional da Mulher Empoderada em Almería e das Mulheres na Ciência, foi organizada uma conferência no centro distrital de El Puche sobre o tema “Empoderamento das jovens empresárias”. Vinte e três jovens mulheres do bairro participaram no evento e estiveram activamente envolvidas nas actividades.

Num evento organizado pela “Asociación para el Desarrollo y la Integración de la Infancia y la Adolescencia” e a “Cooperativa Agrícola de Mujeres GEA Almería” em colaboração com a “Área de Familia, Igualdad y Participación Ciudadana”, os directores do GEA, María Inmaculada Idáñez e Isabel Romera, partilharam a sua experiência e conhecimentos sobre o empreendedorismo no sector agrícola em Almeria com mulheres, especialmente mulheres jovens. Partilharam as suas experiências e conhecimentos sobre empreendedorismo no sector agrícola de Almeria, centrando-se nos seguintes temas relacionados com o empoderamento das mulheres, especialmente das mulheres jovens

Durante mais de uma hora, a apresentadora falou às jovens mulheres sobre as suas carreiras no mercado de trabalho como empresárias, directoras de empresas e em posições de liderança (neste caso, no sector agrícola). As mulheres como parte e promotoras do movimento cooperativo, independência e auto-confiança.

A cooperativa de mulheres do GEA também introduziu novas tecnologias na agricultura, tais como programação informática e máquinas de irrigação, o que levou a grandes avanços na produção. A inovação científica é essencial para o desenvolvimento da agricultura, e ambas as mulheres quiseram partilhar as suas experiências a fim de darem o exemplo às mulheres que lideram este desenvolvimento científico.

No final do evento, Paola Leines, Conselheira Regional, apresentou uma placa de agradecimento aos delegados do GEA e um certificado a todos os participantes, declarando que “esta conferência permitiu-nos alcançar o nosso principal objectivo, com uma ampla participação e interesse: num ambiente onde as mulheres são constantemente deixadas de lado devido à sua especificidade. O IAM manifestou a sua satisfação com “a ampla participação e interesse na conferência e a realização do seu principal objectivo: aumentar a participação das mulheres locais em acções destinadas a capacitar as mulheres num ambiente em que elas são constantemente marginalizadas devido à sua especificidade”. Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator

O potencial empresarial das mulheres empoderadas em Almería

O IAM apoia mulheres empresárias em Almeria através da iniciativa “Foro Jovem”.

María Montaguet, conselheira de projecto da Associação Andaluza de Mulheres de Almería (IAM), e Rosario Ruiz, chefe do Foro Mujer y Sociedad, colaboraram no programa de mentoria do Foro Mujer y Sociedad, que visa promover o empreendedorismo entre as jovens mulheres de Almería. O programa de mentoria da Sociedade.

É um projecto educativo baseado na aprendizagem através da transferência de conhecimentos e experiência num processo estruturado que constrói uma relação pessoal e íntima entre mentor e aprendiz.

Esta formação decorre paralelamente ao programa de tutoria individual e tem lugar no Centro Regional da Mulher em Almería. Cinquenta mulheres, duas vezes mais do que no primeiro ano, participaram neste projecto.

A Liderança Espiritual da Mulher é um programa de formação do Fórum Mulher e Social, em colaboração com a Associação Andaluza de Mulheres, através do Centro Provincial de Mulheres de Almeria, do Conselho Provincial, da Universidade de Almeria e do Caixabank.

As principais fases do projecto estão actualmente em curso.

O projecto é implementado em quatro fases: na primeira fase, foi concluída a formação de mentores e foram seleccionadas 25 mulheres com vasta experiência na sua área de especialização para prestar apoio e perícia aos mentores. A segunda fase foi concluída e é apresentada aos progenitores e mentores.

Os protégés e mentores passarão por uma série de tarefas destinadas a desenvolver a sua capacidade de serem agentes de mudança, de enfrentarem os desafios sociais actuais, de descobrirem o seu propósito de vida e de estabelecerem objectivos permanentes para o alcançar. Estas sessões continuarão até Maio. Durante este processo, será lançada a iniciativa do Fórum da Juventude.

O conselheiro do projecto IAM em Almería diz: “Com este evento queremos aprofundar o conhecimento da tutoria. Com este evento queremos aprofundar o conhecimento da tutoria, mas desta vez estamos a dirigir-nos a todos os estudantes. O nosso objectivo é chegar aos pós-graduados, às mudanças de carreira e a outras jovens mulheres que estão a progredir nas suas carreiras e nas suas vidas”.

A iniciativa do Fórum da Juventude, liderado pela Associação Andaluza de Mulheres, consiste em quatro sessões de formação envolvendo 25 estudantes do Centro Provincial de Mulheres sobre temas como a motivação, bioética, o efeito dominó e a igualdade nas empresas.

Para além de ensinar os estudantes do projecto, a iniciativa está aberta ao público. Este fórum terá lugar em Fevereiro e Março. A fase final deste projecto educativo será a avaliação do programa e a atribuição do diploma.

Neste sentido, María Montagé sublinha que “promover o empoderamento das mulheres, o empreendedorismo, a empregabilidade, a igualdade no emprego e a promoção de redes de mulheres jovens é um dos nossos principais objectivos.

Isto é evidenciado pela gama de recursos que oferecemos para apoiar empresas nesta área, tais como o serviço ‘Equipa’ e o selo ‘Excelência Andaluza em Igualdade’.

Equipa é um serviço de aconselhamento destinado a facilitar o processo de elaboração de políticas e planos de igualdade.

Equipa fornece um serviço de consultoria destinado a facilitar o desenvolvimento de medidas e planos de igualdade para empresas públicas e privadas, organizações laborais, consultores, cidadãos e a administração andaluza.

Um dos compromissos da Associação Andaluza de Mulheres é ajudar as empresas a cumprir a lei para que a igualdade se torne a norma em todas as empresas andaluzas”. Por conseguinte, no âmbito deste programa, aconselhamos no desenvolvimento e implementação de protocolos para prevenir o assédio sexual e baseado no género nas empresas.

Além disso, oferecemos cursos destinados a educar as empresas sobre igualdade de oportunidades, formação profissional sobre igualdade de oportunidades no local de trabalho e formação em linha fornecida e ministrada pelo IAM”, sublinhou numa declaração.

A montagem sublinhou que “é nosso maior desejo que mais empresas escolham o rótulo de igualdade recém-lançado”. Como recentemente anunciado por Rocío Ruiz, Ministra para a Igualdade, Políticas Sociais e Equilíbrio Trabalho/Vida, a Associação Andaluza de Mulheres está a promover a Boa Marca da Igualdade Andaluza, que apoia os esforços das empresas para melhorar a qualidade do emprego feminino, introduzindo medidas de igualdade na sua gestão de recursos humanos.

Isto inclui a introdução de medidas de gestão do tempo que promovam o equilíbrio trabalho-vida, a adopção de medidas que incentivem a partilha de responsabilidades entre homens, a promoção das mulheres em todas as áreas de decisão da empresa, especialmente em posições técnicas e científicas, a inclusão de medidas de gestão da diversidade e, acima de tudo, o reconhecimento dos esforços para reduzir as disparidades salariais. Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator Isto inclui o reconhecimento dos esforços para reduzir o fosso salarial.

“Essencial para a construção de uma economia forte”.

Montaget salientou que “a capacitação das mulheres em todas as áreas da actividade económica é fundamental para a construção de uma economia forte, de uma sociedade mais igualitária e equitativa e de um desenvolvimento sustentável”. Mas precisamos de ferramentas para tornar este empoderamento uma realidade, e a tutoria é uma delas”.

“O empoderamento acontece quando as jovens mulheres transformam as suas inseguranças em confiança, enfrentam desafios com entusiasmo e excitação, aprendem as capacidades técnicas e emocionais de gestão para atingir os seus objectivos e aproveitam todas as oportunidades de crescimento guiadas pelos valores do trabalho árduo, trabalho de equipa e solidariedade”.

A presidente da Mujer y Sociedad, um fórum para mulheres profissionais e de gestão, agradeceu à Associação Andaluza de Mulheres e a outras administrações e instituições pelo seu apoio ao projecto, afirmando que “o objectivo da nossa organização é provocar as mudanças de que a sociedade necessita no século XXI, através das quais podemos alcançar uma sociedade mais equitativa”. Sublinhou que “o objectivo da nossa organização é despertar as jovens mulheres profissionais para a necessidade de liderança e para as suas responsabilidades, e participar em iniciativas, projectos e associações para alcançar uma sociedade mais equitativa”. Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator E decidimos apoiar este projecto a fim de alcançar uma sociedade mais igualitária e aberta a todas as culturas.

“Esperamos que as jovens mulheres que lideramos assumam o testemunho das muitas mulheres que, através da determinação e do trabalho árduo, atingiram um nível de igualdade que devemos continuar a desfrutar e a lutar por ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is registered on wpml.org as a development site.